domingo, 5 de agosto de 2012

Chapter 20: 11

Alguém diz pra ele que coração e mente estão em conflito A minha esperança se alimentam do grito
Um diz que devo manter a ilusão
O outro diz que tudo isso é em vão

Alguém diz pra ele que aqueles velhos sussurros ainda me perseguem
É no passado que se guarda a verdade eles me dizem
Entre os olhares ficaram as palavras não ditas do coração
E por isso, em nosso futuro não há direção

Alguém diz pra ele que sinto falta de nossos maravilhosos devaneios
E das palavras tardias que na distância foram escritas
Elas amenizavam os meus anseios
De tentar encontrar enfim o nosso meio

Alguém diz pra ele que naquela noite me escondi e chorei
Minha sombra me condenou e por isso não te mostrei
Tudo aquilo que poderia ter dito
Tudo aquilo que eu queria ter feito

Alguém diz pra ele que pensar nele me trazia um sorriso
Acredito na Lástima Inegável e no Carinho das Entrelinhas
mantenho apesar de toda história a esperança como último suspiro
quisera que a utopia encontrasse a razão inimiga dessa alusão
e mostrasse ao afeto a ilusão dessa sensação

Alice Seguindo o Coelho Branco: é tarde, é tarde é muito tarde... ta chegando a hora de recomeçar!

quarta-feira, 1 de agosto de 2012

Chapter 19: sussurros da noite

Deu a hora... Já é tarde... vou me deixar ir e mergulhar no que eu quero saber.
Estou acordada, mas querendo despertar. Andar e andar na noite sem rumo, somente em busca daquilo que me fará parar. Sem perder o sono, sentada no frio na noite e na areia gelada procuro no céu estrelado as respostas que parecem não sossegar, estou cansada, mas o corpo ainda suspira por uma tentativa de fazer com que tudo esteja certo, preciso das respostas pra compreensão do desassossego que atormenta o coração durante o dia e não deixa a mente dormir a noite.

Olhos cansados se viram para cima querendo saber o porquê as estrelas que não contam a verdade? Estaria tudo tão errado assim?

O sussurro insiste: - E o que iria achar disso?

Os olhos fixos cansam e o piscar dos olhos marejados faz com que o corpo suspire em mais uma tentativa de buscar a paz para o desassossego. As lágrimas não caem mais, a respiração se torna mais curta e profunda. A queda parece não existir.

O corpo cansa, não sinto mais frio, os olhos abrem e as estrelas dão lugar ao carpete ora cinza em que estou sentada, o carpete segue verde, as paredes e tetos são brancos assim como minhas roupas. Continuo tentando. Levanto deste carpete cinza, as paredes brancas não parecem assustar apesar da estranheza, sigo a direita andando pelos corredores brancos, o teto todo branco, continuo em frente tentando. Olho para cima, as luzes brancas com tons esverdeados aparecem em um pedaço quadrado do tempo, no chão um coelho branco e imóvel no chão parece precisar de ajuda para voltar a sua toca de luz, para cima e não volta mais, simples assim, já sei o que fazer! Jogue para o alto, jogue para acertar. Somente assim o coelho irá em direção à luz

Seguindo em frente, no corredor outro facho de luz no teto e mais um coelho imóvel no chão precisando de ajuda, cada vez mais fácil. Sigo no corredor e encontro mais fachos de luz e mais coelhos imóveis, um a um sigo o que devo fazer como se sempre soubesse o que deveria fazer. Mas porque este é diferente? Você voltou! A luz não é a mesma, não posso me aproximar porque algo de ruim irá acontecer, te jogo e você voltou mais uma vez, eu tento de novo mas você volta pras minhas mãos, jogo de novo mas você cai no chão. Por que você insiste em cair no chão? Você é diferente, possui um rosto, você é branco, sorridente, de nariz rosa.

O olhar fixo em seu sorriso de repente percebe uma porta a direita, um quarto, entro mas quem é você deitada nesta cama tão pequena? Um quarto todo branco, sue a manta azul e seu vestido verde tão destaque com a sua pele morena e cabelos pretos crespos, você junto com e sua tranquilidade enquanto sonha são hipnotizantes.

Durma tão em paz enquanto sonha... Não, não se agite, eu não farei nada, por favor, não acorde, algo de ruim poderá acontecer, não mexa com o desassossego! Shhh, não, não, não se agite não abra os olhos não acorde não grite não ponha tudo a perder!

Shhh, não deixe o medo ganhar, volte a dormir! Eu estou aqui, eu estou te vendo, estou do seu lado, não faz isso comigo!

Alice Seguindo o Coelho Branco: agora não... é despertador que está tocando?

terça-feira, 12 de junho de 2012

Special chapter: Ouro dos Reis do Deserto





Os desertos tem a reputação de serem capazes de sustentar pouca vida, porém se você se der ao trabalho e fizer um pequeno esforço de ver um pouco mais, acabará descobrindo que geralmente os desertos abrigam uma riqueza de vida que normalmente permanecem escondias a luz do dia.


Albert Einstein já disse que o passado é contrastado com o presente. Como ir pra frente, ver o tempo passar e fazer as coisas mudarem quando o conforto do deserto parece ser tão mais atrativo? Dizemos que não queremos criar raízes no passado, pois somente seguindo em frente às coisas mudam... mas será que no fundo, queremos praticar isso? Assim como o passado, o deserto se mostra de forma plana e sempre igual, trazendo um sentimento de segurança e o marasmo pois sabemos que tudo permanecerá da mesma forma, inabalável e imutável. Por mais que nossos antigos vícios nos machuquem, eles fazem parte de um contexto, fazem parte de nossa e única história e por isso trazem a segurança e o conforto.


Para qualquer mudança pressupõe uma alteração de um estado, seja por razões inesperadas e incontroláveis, ou por razões planejadas e premeditadas. Perceber a dinâmica das mudanças é uma necessidade, porém viver atualizado é uma questão de sobrevivência.


Para aqueles que querem permanecer no deserto acreditando que a segurança é algo estável, eis que deixo o meu recado, não se enganem... as tempestades que acontecem e essas vem com a força e a brutalidade para desestabilizar a sua vidinha pacata forçando-te a entrar em um estado de alerta e a buscar uma nova segurança. Mudanças são inevitáveis e mesmo pessoas mais esclarecidas revelam-se surpresas com as mudanças, essas transformações fazem com que a vida não seja um caminho linear como o do deserto, as pessoas não percorrem esse caminho livres e desimpedidas.


Achar o Ouro do deserto não é fácil, exige mudanças e disposição para isso. O verdadeiro Rei do deserto é aquele que possui o precioso Ouro, aquele que lhe trará riqueza e com um pouco de sorte, também trará felicidades junto com as mudanças que isto irá proporcionar.


Existe um mundo que está acabando e outro que está começando.

quarta-feira, 15 de fevereiro de 2012

Chapter 18: Desabafo de uma loira estressada

Bom, vamos lá que a brincadeira ficou séria... :p

Depois de escutar de amigos (sim, esta vai para os homens) que dizem não entender as mulheres, que elas deveriam vir com manual de instruções e depois ficar escutando como se eu fosse psicóloga de plantão no MSN ou Face às mesmíssimas coisas que repito no mínimo há alguns anos, desde a época da facul se duvidar... então segue um manual rápido:

Perg: O que as mulheres querem num homem?
Re: Querem sentimento e segurança!

Sim, segurança!... Então segue uma série de frases afirmativas para ver se o cérebro assimila de forma mais rápida a informação:
1.       Saiu com a mulher e gostou, liga no dia seguinte ou mande sms. A época de joguinhos deveria ter ficado na infância e adolescência;
2.      Homens é quem devem ligar pra marcar encontros, pelo menos os primeiros. Sim os tempos mudaram, mas ser cavalheiro nunca sai de moda;
3.      Abrir a porta do carro mostra respeito, nós gostamos e muito disso;
4.      Se você é tímido, ÓTIMO porque mulher gosta de seduzir e ser seduzida;
5.      Mulheres gostam de romantismo pois isso demonstra que cara pensou em como agradá-la;
6.      Mulher pegou mentira sua através de terceiros (inclua o msn, face, Orkut enfim) assuma que errou, gostamos de homens que tentam reparar seus erros;
Agora vamos para as afirmativas que deixam mulheres P da vida:
1.       Ficou com ela e disse iria ligar e simplesmente esquece desse fato, ninguém gosta de ser usado;
2.      A mulher esta no msn ou qq rede social, o cara entrou por último e não fala nem um “bom dia” (hello, regras de etiqueta virtual);
3.      Mulher fica chateada sim ao ver fotos do cara que está saindo agarrado com outras mulheres;
4.      Mulher quando pega mentira gosta de dar corda pra ver até onde o cara vai, então depois não reclame que acabou “se enforcando”;
5.      Homens, se vocês acham que dá pra deixar a mulher de stand by durante feriado de carnaval e outro prolongados e depois voltar esperando que a mulher esteja receptiva como antes, keep dreaming, sabemos que vocês aprontam em viagens e festas;
6.      Mulher só perde a confiança uma vez, depois vira desconfiança;
7.      Depois de ignorada, a mulher não vai mais atrás do cara, então pensem duas vezes antes de falar que a “mulher não corre atrás” ou “a mulher não demonstra interesse”;

Então mocinhos, NÃO VENHAM ME TORRAR A PACIÊNCIA falando que encontrou a mulher certa na hora errada porque agora só quer curtir... depois não sabe porque estão solteiros e porque não aparece ninguém bacana na sua vida! Ah, isso serve pras mulheres que vem falar que encontraram um cara bacana mas que também não é o momento... achou alguém que curtiu, INVISTA E NÃO PERCA TEMPO!

Ajudei? Espero que sim!
Assinado: amiguinha estressada =p (#ProntoFalei)

Alice seguindo o coelho branco: desabafo mode ON
 

quarta-feira, 18 de janeiro de 2012

CHAPTER 17: Fearless - de frente com o bater das asas de Absolem

Quando nada parece fazer sentido, volte ao início para entender como tudo começou e descubra o novo padrão... essa é a teoria do caos, "O bater de asas de uma borboleta em Tóquio pode provocar um furacão em Nova Iorque".


Determinados resultados podem ser "instáveis" no que diz respeito à evolução, ou seja, certos resultados determinados são causados pela ação e a interação de elementos de forma praticamente aleatória. O grande problema disso tudo, é que temos tanta esperança no começo das coisas, parece que só existe um mundo a se conquistar e nada a se perder. Dizem que a incapacidade de aceitar a perda é uma forma de insanidade. Começo a acreditar que deve ser verdade, mas às vezes é a única forma de nos mantermos vivos.  A verdade é que não estamos preparados para os grandes momentos da vida. O corpo humano é projetado para suportar perdas, ele se adapta assim não precisamos do que perdemos, mas às vezes a perda é muito grave e o corpo não consegue suportar sozinho.


Às vezes, acontece de repente, nós evoluímos, avistamos um caminho e o seguimos mesmo quando não sabemos onde vamos parar. E se a vida fosse um ensaio? E tivéssemos tempo para refazer? Poderíamos experimentar até acertar... Infelizmente, cada dia da nossa vida é o dia final. Parece que mesmo quando podemos ensaiar e praticar… Não pode se preparar para um impacto repentino. Não pode se fortalecer. Só atinge você, do nada. E, de repente, a vida como a conhecia simplesmente ACABA, para sempre. Quando o terrível acontece, imploramos para um Deus que não acreditamos para resgatar os pequenos horrores. E levar isso embora. Parece fácil agora.
Ajudaria se soubéssemos o que estava por vir?
Saberíamos que estes seriam os melhores momentos da vida?


Não é de hoje que todos sabem da nítida diferença entre homens e mulheres, há diferenças entre o cérebro do homem e da mulher. Os cérebros femininos tem um hipocampo maior o que normalmente faz as mulheres serem melhores na atenção e memória. Os cérebros masculinos tem um córtex parietal maior o que faz os homens serem melhores para se defender de um ataque. Os cérebros masculinos enfrentam desafios de forma diferente do que os femininos. As mulheres são programadas para se comunicar com a linguagem, detalhes, empatia. Homens, não muito. Não significa que eles sejam menos capazes de se emocionar, eles podem conversar sobre sentimentos, é só que… na maioria das vezes, realmente eles preferem não conversar. Mas o que isso quer dizer? É sobre força? É sobre sacrifício? É sobre vencer? Talvez seja mais simples do que isso. Você deve saber quando não ser corajoso. Às vezes precisa ser um homem e uma mulher de verdade para deixar seu ego de lado, admitir a derrota e começar tudo de novo.


Não é sempre fácil se expressar, às vezes você precisa ser forçado, mas às vezes, é melhor não se expressar e fazer-se de mudo, mesmo quando todo o seu corpo implora para se libertar. Então, nessas horas, feche a matraca, guarde o segredo, e encontre outros meios para ser feliz. Mas Absolem tem que vir como um digno guardião e com sua sabedoria infinita e provocar perguntas existenciais... um documento antigo mostra todos os importantes eventos do passado, do presente e do futuro, é assim que se fazem histórias!


- Quando acordei hoje de manhã, eu sabia quem eu era, mas acho que já mudei tantas vezes desde então, como vê - diz Alice.
- Eu nada vejo. O que você quer dizer com isso? - Inquiriu Absolem - Explique-se melhor.
- Acho que não posso me explicar - respondeu Alice - Porque eu não sou eu mesma, entende?
- Não, não entendo - replicou Absolem.
- Acho que não consigo ser mais clara - respondeu Alice - Porque, para começar, nem eu mesma consigo entender. Esse negócio de mudar de tamanho tantas vezes num dia só é muito confuso.
- Por quê? - insiste Absolem.
- Eu estou quase achando que posso me lembrar de me sentir um pouco diferente. Mas eu não sou a mesma. 

Você trabalha, estuda e se prepara... são meses e anos direcionados a um dia, o dia em que você evolui e, neste dia, precisa estar pronto para qualquer coisa, mas há uma coisa para a qual nunca está preparado: o dia em que regride. No caos surgem as oportunidades de voltar ao início e achar as respostas para os erros cometidos...
Você está preparado para isso?
Você está disposto a fazer isso?
Eu sei o que a minha mente irrequieta e meu coração acelerado querem que eu faça...  ficarei aqui, até que você desapareça!


Ayrton Senna já disse “a verdade é que todo mundo vai te machucar, você só tem que escolher por quem vale a pena sofrer”... adivinha qual foi a minha opção?

Alice Seguindo o Coelho Branco: eu não vou mais morrer a cada segundo, digo adeus com atitudes e não com palavrass... hora de deixar pra trás e voltar a estaca 2008!

terça-feira, 17 de janeiro de 2012

Chapter 16: minhas paredes e janela

Já não é de agora que perguntam “o que aconteceu com a menina de sorriso fácil?” “O que pode ter acontecido para que agora tenham restado os risos tímidos e por vezes forçados” “Como uma pessoa que aparentava só querer saber de rir e era inalcançável para a tristeza está assim?” Eis que estou na bat caverna, deitada em minha tão querida cama vendo a pela janela a chuva cair com o fundo musical de Skyscraper e Pretty Unpretty, e ao fim do gole do vinho respiro fundo voltando de Wonderland e penso... o sorriso chegou no seu limite!

A palavra limite é um substantivo masculino (não sei o porquê do meu espanto) que possui 3 grandes significados: 1 linha que separa dois países, terrenos limite, 2 termo de tempo limite, 3 ponto que não se deve ultrapassar. Em matemática, o conceito de limite é usado para descrever o comportamento de uma função à medida que o seu argumento se aproxima de um determinado valor, assim como o comportamento de uma sequência de números reais, à medida que o índice (da sequência) vai crescendo e tende para infinito. Os limites são usados no cálculo diferencial e em outros ramos da análise matemática para definir derivadas e a continuidade de funções. A noção de limite é fundamental no início do estudo de cálculo diferencial. O conceito de limite pode ser aprendido de forma intuitiva, pelo menos parcialmente.

O problema do limite é que às vezes dizemos “adeus” com palavras, mas o nosso dia incansavelmente longo revela que as palavras não valem nada sem as atitudes e nisso acabamos por morrer inúmeras vezes durante as horas que parecem voltar no relógio. Um sábio coelho branco disse uma vez: “o eterno pode durar apenas um segundo”. Existe algo nesse lugar que quando o limite é ultrapassado a dor parece castigar pela falta de coerência passada de uma pessoa que costumada a se deixar ser levada, por isso, neste lugar onde os segundos não respeitam a convenção das usuais 24 horas do dia, faz com por alguns instantes surja o desejo de querer que as coisas ruins de volta, porque nelas também há os bons nos quais queria que voltasse, o desejo se torna tão grande quanto as inúmeras gotas do suco de uvas pretas fermentadas que insistem cair em minha boca adentro ou tanto quanto caem as gotas da chuva que insiste do lado de fora.

Sei da rotina e o caminho que isso me levará, então por que insisto na esperança sendo que eu sei que ela está somente ao meu lado? ... As lágrimas caem descontroladamente tentando ir de encontro com a dor que parecer ter fincado em meu peito. A resposta está lá, mas não consigo querer ver, elas sabem a verdade para sair desse lugar... Onde está nesse conto o cavalo branco com aquele cara que deveria vir e salvar a história? A história mudou e esqueceram de avisar que estou sozinha aqui...

I Feel Pretty / Unpretty

I feel Pretty/ Unpretty.

I wish could tie you up in my shoes
Make you feel unpretty too
I was told I was beautiful
But what does that mean to you
Look into the mirror who's inside there
The one with the long hair
Same old me again today (yeah)

My outsides look cool
My insides are blue
Everytime I think I'm through
It's because of you
I've tried different ways
But it's all the same
At the end of the day
I have myself to blame
I'm just trippin'

[Chorus:]
You can buy your hair if it won't grow
You can fix your nose if he says so
You can buy all the make up
That M.A.C. can make
But if you can't look inside you
Find out who am I too
Be in the position to make me feel
So damn unpretty

I feel pretty,
Oh, so pretty,
I feel pretty and witty and bright!

Never insecure until I met you
Now I'm bein' stupid
I used to be so cute to me
Just a little bit skinny
Why do I look to all these things
To keep you happy
Maybe get rid of you
And then I'll get back to me (hey)

My outsides look cool
My insides are blue
Everytime I think I'm through
It's because of you
I've tried different ways
But it's all the same
At the end of the day
I have myself to blame
Keep on trippin'

[Chorus:]
You can buy your hair if it won't grow
You can fix your nose if he says so
You can buy all the make up
That M.A.C. can make
But if you can't look inside you
Find out who am I too
Be in the position to make me feel
So damn unpretty

I feel pretty,
Oh, so pretty,
I feel pretty and witty and bright!
And I pity
Any girl who isn't me tonight.

[Chorus:]
You can buy your hair if it won't grow
You can fix your nose if he says so
You can buy all the make up
That M.A.C. can make
But if you can't look inside you
Find out who am I too
Be in the position to make me feel
So damn unpretty

I feel pretty
but unpretty.


Em todas às vezes, tantos as reais quanto nas ilusões das fantasias de minha cabeça, nunca imaginei tendo que te deixar pra trás para que eu pudesse ter apenas lembranças boas e começar a construir apenas bons momentos. Ter que assassinar um sentimento faz que eu quebre tantas leis e cometa tantas violencias para si própria que parece que não terei forças pra isso... o antigo sentido se perde no meio do ato assim como me perco na busca de um novo sentido que se faz tão necessário...

Skyscraper
Skies are crying
I am watching
Catching teardrops in my hands
Only silence as it's ending, like we never had a chance
Do you have to, make me feel like there is nothing left of me?

[Chorus]
You can take everything I have
You can break everything I am
Like i'm made of glass
Like i'm made of paper
Go on and try to tear me down
I will be rising from the ground
Like a skyscraper!
Like a skyscraper!

As the smoke clears
I awaken, and untangle you from me
Would it make you, feel better to watch me while I bleed?
All my windows, still are broken
But I'm standing on my feet

[Chorus]
You can take everything I have
You can break everything I am
Like i'm made of glass
Like i'm made of paper
Go on and try to tear me down
I will be rising from the ground
Like a skyscraper!
Like a skyscraper!

Go run, run, run
I'm gonna stay right here
Watch you disappear, yeah
Go run, run, run
Yeah it's a long way down
But I am closer to the clouds up here

You can take everything I have
You can break everything I am
Like i'm made of glass
Like i'm made of paper, Oh
Go on and try to tear me down
I will be rising from the ground

Like a skyscraper!
Like a skyscraper!
Like a skyscraper!
Like a skyscraper!

Agora a pergunta, que não quer calar... entendeu algo? Claro, que não!!! Afinal sou do sexo feminino e estou tentando divagar sobre um assunto que aparentemente sempre pertenceu ao sexo masculino e ainda por cima com quase um litro de uvas fermentadas no corpinho! \o/

Para aqueles que precisam descrever as entrelinhas... Moral da História: já deu pra perceber que não há respostas certas, e sim atitudes necessárias para o momento? Ahhhhhhhh... Ic (soluço)!!!

Alice Seguindo o Coelho Branco: e eu sinto pena de qualquer menina que não seja eu esta noite, porque eu sei o que é preciso fazer... almost there!